Marcello Fabiano de Franco & Fernando Augusto Soares

  A Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) foi fundada no dia 5 de agosto de 1954, durante o Seminário Brasileiro de Anatomia Patológica, na sala de Reunião da Associação Médica do Paraná, em Curitiba. A mesa fundadora foi constituída pelo Professores Amadeu Fialho, Luigi Bogliolo, Moacyr de Freitas Amorim, Paulo de Queiroz, Telles Tibiriçá e Atys Quadros da Silva, na finalidade de secretário. A presidência foi exercida pelo Prof. Amadeu Fialho que declarou solenemente fundada a “Sociedade Brasileira de Patologistas”, nome este que perdurou até o ano de 1993 quando por mudança estatutária passou a se chamar SBP. Trinta e dois patologistas assinaram a ata oficial de fundação, tornando-se associados fundadores da SBP: Anchises Marques de Faria, Armando Tramujas, Arthur Pereira e Oliveira, Athayde Soares de Almeida, Augusto Colle, Aureliano Ferreira, Célio Belizario Ramos, Constantino Mignone, Dario Velludo, Eduardo Mac Clure, Edmundo Chapadeiro, Francisco Fialho, Francisco Monteiro Salles, Gorki Macking de Lima, Hildebrando Portugal, Humberto Menezes, Humberto Torloni, Joaquim Marinho de Queiroz, Lysandro Santos Lima, Manoel Barretto Netto, Marcio Octávio Agnese, Nilton Costa, Paulo Daccorso Filho, Raimundo Barros Coelho, Ruy Leal, Walter Edgard Maffei, Zilton de Araújo Andrade.

A consulta aos arquivos do SBP permite observar interessantes passagens do trabalho da fundação. O grande articulador da organização da SBP foi o Dr. Atys Quadros da Silva. É impressionante o número de cartas escritas a bico de pena a todos os patologistas em atividade e, principalmente aos principais professores de patologia do país. Cumpre ressaltar que mesmo antes da fundação da SBP, havia vários grupos organizados de patologistas. Em 1953, o Departamento de Patologia da Associação Paulista de Medicina era bastante ativo e havia também reuniões anuais de patologia veterinária, desde 1944. O trabalho do Dr. Atys iniciou-se com um questionário enviado para todos os patologistas brasileiros em agosto de 1953, sendo que ao final do ano cerca de 80 colegas tinham respondido de forma positiva à idéia da realização de um seminário. É muito interessante que a lista de patologistas de cada estado está preservada nos arquivos, podendo-se estabelecer o primeiro cadastro de patologistas do país. Uma vez estabelecidos estes primeiros passos, o Dr. Atys passou a organizar o evento científico, que foi patrocinado pela Reitoria da Universidade do Paraná com nome de Semana de Debates Clínico Patológicos, 1o. Seminário Brasileiro de Anatomia Patológica (Fig. 1).

Dentre o material de nosso arquivo há algumas cartas muito preciosas. Há trocas de missivas entre o Dr. Atys Quadros e alguns dos mais ilustres professores brasileiros que mereceriam toda a revisão especial. Salientamos aqui os diálogos entre o Dr Atys e o Prof. Amadeu Fialho, inicialmente renitente com a idéia do seminário e fundação da SBP, mas que resultou na Presidência da Mesa Fundadora para o Prof. Amadeu Fialho. O espírito associativo do Dr. Atys pode ser testemunhado quando ele escreve em carta datada de 9 de fevereiro de 1954 e endereçada ao Prof. Amadeu Fialho: ... dos muitos que desejam ver uma sociedade brasileira de patologia, eu sou, possivelmente, um dos que dispõe de mais tempo para escrever, anotar, insistir e por aí afora. Assim, fiquei com o encargo que me é prazeiroso, de tentar juntar os patologistas brasileiros numa organização que se faz necessária. É possível que não tenha sido muito gentil, ou muito delicado, ou que não tenha tido muito tacto aqui e acolá (isto já expliquei para o Prof. Bogliolo que é seu grande amigo). Entretanto a intenção não é de magoar ou criar casos. Antes, é a de fazer a aproximação de uma classe de especialistas...”.

Dentre as muitas preocupações com a nova Sociedade emergente, havia sugestões que lembram muito a que ainda hoje discutimos em nossas reuniões de Diretoria Executiva como o valor da anuidade, a formação de uma revista científica de mérito científico indiscutível, o programa do congresso, a representação junto a outras Sociedades de Patologia do Exterior e outros. É impressionante a quantidade de mudanças do programa original pelas impossibilidades de última hora dos palestrantes, da recusa de outros e ainda exigências de outros professores.
O balanço financeiro da formação da Sociedade traz outras informações interessantes. A inscrição na jornada custou Cr$50,00 por participante e somente em material de organização, sem contar com os custos do evento, foi gasto Cr$3649,80. Infelizmente não conseguimos encontrar o registro de quantos participantes estiveram presentes no Seminário, mas a julgar-se pelas cartas de felicitação o sucesso do esforço foi alcançado. A primeira anuidade da SBP foi estabelecida em Cr$ 300,00.

A eleição da primeira diretoria ocorreu no dia 6 de agosto de 1954. Uma vez instalada a Assembléia pediu a palavra o Prof. Barretto Netto que, segundo a ata original, “... historiou as atividades profissionais do Prof. Amadeu Fialho, dizendo da sua condição de pioneiro da anatomia-patológica no Brasil, das dificuldades e obstáculos que o mesmo encontrou para a disseminação da especialidade no País e, também, do sucesso obtido apesar de todos os óbices existentes, sucesso este que possibilitou a propagação da especialidade e o interesse de nossos médicos pela mesma e que condicionou, obviamente, o sucesso da reunião inicial em Curitiba e a fundação da Sociedade Brasileira de Patologistas. Propôs então, o Prof. Barretto Netto que, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados pela Prof. Amadeu Fialho a causa da Patologia no Brasil, fosse o mesmo aclamado Presidente Honorário da Sociedade Brasileira de Patologistas. A proposta foi recebida e aceita por longa salva de palmas pela Assembléia, a qual, assim significou sua aprovação irrestrita à proposta feita...”. Em seguida, a Assembléia elegeu a primeira Diretoria da SBP que ficou assim constituída: Presidente: Dr. Paulo Tibiriçá; Vice-Presidente: Dr. Manoel Barretto Netto; Secretário Geral: Dr. Atys Quadros da Silva; Tesoureiro: Dr. Armando Tramujas; Conselho Consultivo: Prof. Moacyr de Freitas Amorim, Prof. Constantino Mignone e Prof. Luigi Bogliolo; Conselho Fiscal Prof. Raymundo Barros Coelho, Prof Walter Maffei e Prof. Augusto Colli. Uma vez empossado o Dr. Paulo Tibiriçá nomeou o Dr. Gorki Mecking de Lima para o cargo de Secretário. Finalmente, a Assembléia aprovou a proposta do Prof. Moacyr de Freitas Amorim de tornar o Prof. Rocha Lima como associado honorário da SBP. A fundação da SBP foi reconhecida pela Associação Médica Brasileira em carta de 24 de novembro de 1954.


O Desenvolvimento da SBP nos primeiros anos

Após o conclave de Curitiba e a fundação da SBP várias ações que demonstraram o entusiasmo dos patologistas Brasileiros com a sua nova SBP. O I Congresso Brasileiro de Patologia passou a ser organizado pelo Dr. Paulo Tibiriçá, sendo previsto para julho de 1956. Logo após a fundação, o cadastro de patologista constava com 190 nomes, fato contestado pelo Sr Presidente em carta para o Secretário Geral: “... Acho o número de 190 patologistas por demais elevado. Deve haver muito exagero por parte dos informantes...”. Também as preocupações do Presidente não eram muito diferentes das que enfrentamos atualmente: “...Acho bom você dizer ao Tramujas (tesoureiro) para cobrar as anuidades de 1955 pelo banco, enviando com antecedência aos associados uma carta explicativa que o Presidente achou necessário considerar a anuidade paga em Curitiba como de 1954 apenas, pois a Sociedade precisa de dinheiro...”.


A SBP imediatamente criou um boletim informativo, mas que infelizmente não foram preservados pelos nossos arquivos. Outra participação efetiva na fundação da Sociedade Latinoamericana de Patologia, organizada pelo Dr. Isaac Costero, do México. Também a nossa situação na época em relação aos nossos parceiros latinoamericanos é muito similar a agora observada. Escreve o Dr. Costero: “... Como notara Ud. Brasil es el pais de moneda mas baja y de mayores dificultates econômicas; al mismo tiempo, el que tiene mayor número de patólogos. Sólo la Sociedade Brasileira de Patologistas hay 90 asociados!...”. Representaram oficialmente a SBP no primeiro Congresso Latinoamericano de Patologia os Profs. Jorge Michalany e Monteiro Salles. Neste Congresso também o Dr. Jorge Michalany foi eleito secretario da SLAP para o triênio 1955-58 e São Paulo foi escolhida como sede do II Congresso Latinoamericano de Patologia, em eleição disputada com a Colômbia com resultado da votação de 32x27 votos pró-São Paulo.


Os atos seguintes da SBP foram no sentido da organização de seu primeiro Congresso. Este foi nomeado de I Reunião Ordinária da SBP e foi realizado de 22 a 28 de julho de 1956 (Fig. 2). Nesta reunião foram apresentados 29 temas livres, contou com 38 participantes e com as conferências do Prof. Moacyr de Freitas Amorim, do Prof. Ludgero da Cunha Motta, além do seminário de lâminas de patologia do gânglio linfático ministrado pelo Prof. Fritz Köberle. Neste Congresso foi eleita a nova diretoria da SBP, sob a presidência do Prof. Moacyr de Freitas Amorim, e como vice-Presidente o Prof. Luigi Bogliolo. Esta Diretoria foi a responsável pela organização do segundo Congresso de Patologia da SBP e II Congresso da SLAP, realizados em São Paulo de 7 a 13 de setembro de 1958 (Fig. 3).

Neste encontro foram ainda reconhecidas as primeiras seccionais estaduais da SBP: Bahia, sob a presidência do Professor José Falcão, Pernambuco, sob a presidência do Professor Raymundo Barros Coelho e secretariada pelo Professor Adonis Carvalho, e Minas Gerais, sob a presidência do Professor Luigi Bogliolo e secretariada pelo Dr. Roberto Alvarenga. Ainda foi aclamado como Presidente Honorário da SBP o Professor Ludgero da Cunha Motta.


A SBP teve sede em Curitiba até 16 de maio de 1992, quando a sede permanente foi transferida para São Paulo, inicialmente em prédio alugado, na Rua Cubatão, e recentemente desde 7 de maio de 1999 em prédio próprio, na Rua Ambrosina de Macedo, 79 (Fig. 4).

Congressos da SBP

Desde sua fundação, a SBP tem procurado realizar congressos nacionais, a cada dois anos, como abaixo relacionado:
  • I Congresso Brasileiro de Patologia: Porto Alegre, Julho de 1956, Presidente: Dr. Paulo Tibiriça.
  • II Congresso Brasileiro de Patologia: São Paulo, Setembro de 1958, Presidente: Dr. Moacyr de Freitas Amorim.
  • III Congresso Brasileiro de Patologia: Recife, Julho de 1960, Presidente: Dr. Raimundo de Barros Coelho.
  • IV Congresso Brasileiro de Patologia: Belo Horizonte, Julho de 1962, Presidente: Dr. Luigi Bogliolo.
  • V Congresso Brasileiro de Patologia: Rio de Janeiro, Julho de 1964, Presidente: Dr. Manoel Barretto Netto.
  • VI Congresso Brasileiro de Patologia: Salvador, Julho de 1966, Presidente: Dr. Zilton de Araújo Andrade.
  • VII Congresso Brasileiro de Patologia: Ribeirão Preto, Julho de 1968, Presidente: Dr. Fritz Koberle.
  • VIII Congresso Brasileiro de Patologia: Fortaleza, Julho de 1970, Presidente: Dr. Livino Virginio Pinheiro.
  • IX Congresso Brasileiro de Patologia: Rio de Janeiro, Julho de 1972, Presidente: Dr. Paulo Dacorso Filho.
  • X Congresso Brasileiro de Patologia: Curitiba, Setembro de 1974, Presidente: Dr. Anchises Marques de Faria.
  • XI Congresso Brasileiro de Patologia: Recife, Novembro de 1975, Presidente: Dr. Ageu Magalhães Filho.
  • XII Congresso Brasileiro de Patologia: Campinas, Julho de 1977, Presidente: Dr. José Lopes de Faria.
  • XIII Congresso Brasileiro de Patologia: Brasília, Fevereiro de 1979, Presidente: Dr. Humberto Torloni.
  • XIV Congresso Brasileiro de Patologia: Belo Horizonte, Julho de 1981, Presidente: Dr. José de Souza Andrade Filho.
  • XV Congresso Brasileiro de Patologia: Rio Grande do Norte, Janeiro de 1983, Presidente: Dr. Getúlio de Oliveira Sales.
  • XVI Congresso Brasileiro de Patologia: Ribeirão Preto, Julho de 1985, Presidente: Dr. José Carlos Prates Campos.
  • XVII Congresso Brasileiro de Patologia: Salvador, Julho de 1987, Presidente: Dr. Zilton de Araújo Andrade.
  • XVIII Congresso Brasileiro de Patologia: Rio de Janeiro, Julho de 1990, Presidente: Dr. Manoel Barretto Netto.
  • XIX Congresso Brasileiro de Patologia: Santos, Junho de 1993, Presidente SBP: Dr. Jesus Carlos Machado; Presidente do Congresso: Dr. Marcello Fabiano de Franco.
  • XX Congresso Brasileiro de Patologia: Belo Horizonte, Julho de 1995, Presidente da SBP: Dr. Marcello Fabiano de Franco; Presidente do Congresso: Dr. Geraldo Brasileiro Filho.
  • XXI Congresso Brasileiro de Patologia: Brasília, Abril-Maio de 1997, Presidente da SBP: Dr. Marcello Fabiano de Franco; Presidente do Congresso: Dr. Hélcio Luiz Miziara.
  • XXII Congresso Brasileiro de Patologia: Curitiba, Junho de 1999, Presidente da SBP: Dr. Fernando Augusto Soares; Presidente do Congresso: Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres.
  • XXIII Congresso Brasileiro de Patologia: Salvador, Junho de 2001, Presidente da SBP: Dr. Fernando Augusto Soares; Presidente do Congresso: Dr. Marco Antonio Cardoso de Almeida.
  • XXIV Congresso Brasileiro de Patologia: Florianópolis, Abril-Maio de 2003, Presidente da SBP: Dr. Marco Antonio Cardoso de Almeida; Presidente do Congresso: Dr. Carlos José Serapião.
  • II Congresso Intercontinental de Patologia: Foz do Iguaçu, Junho de 2004, Presidente da SBP: Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres; Comissão Organizadora do Congresso no Brasil: Dr. Fernando Augusto Soares; Dr. José Vassallo; Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres.
  • XXV Congresso Brasileiro de Patologia: Natal, Outubro de 2005, Presidente da SBP: Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres; Presidente do Congresso: Dr. Alexandre de Oliveira Sales.
  • XXVI Congresso Brasileiro de Patologia: Bento Gonçalves, RS, Novembro de 2007, Presdiente da SBP: Dr. Luiz Antonio Rodrigues de Freitas; Presidente do Congresso: Dr. Carlos Thadeu S. Cerski.
  • XXVII Congresso Brasileiro de Patologia: Armação dos Búzios/RJ, Outubro de 2009, Presidente da SBP: Dr. Celso Rubens Vieira e Silva; Presidente do Congresso: Dra. Vera Lúcia Nunes Pannain.
  • XXVIII Congresso Brasileiro de Patologia e XXVIII Congresso da Sociedade Latinoamericana de Patologia: Maceió/AL, outubro de 2011, Presidente da SBP: Dr. Carlos Renato Almeida Melo; Presidentes dos congressos: Dr. Henrique de Oliveira Costa (SBP) e Dr. Fernando Augusto Soares (SLAP).


Sociedade Brasileira de Patologia
Rua Topázio, 980 - Vila Mariana
São Paulo – SP
CEP: 04105-060
Fone: (11) 5080-5298