SBP na mídia

Laboratórios vão rastrear câncer de colo de útero em população indígena – Medicina S/A

Categoria: SBP na mídia Publicado por: editorst Publicado em: 17/10/2022

Um acordo de Cooperação Técnica entre a Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, publicado no Diário Oficial da União neste mês, pretende proporcionar às mulheres indígenas, de 25 a 64 anos, condições de agilizar os exames Papanicolau que detectam precocemente o câncer de colo de útero.

Até 2030, a Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende erradicar o câncer de colo de útero globalmente. “O Brasil está distante de alcançar esse prognóstico favorável, apesar de essa ser uma doença evitável, por isso laboratórios associados à SBP que agilizam a análise dos exames coletados são bem-vindos”, diz a médica patologista Katia Leite, presidente da SBP.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2020, foram 16.590 casos de câncer de colo de útero no Brasil. Em 2019, 6.596 mulheres morreram vítimas da doença. Além disso, o câncer de colo de útero é mais incidente na região Norte com 26,4 casos por 100 mil habitantes.

Veja o restante da matéria no site Medicina S/A

Compartilhe FACEBOOK WHATSAPP EMAIL

Veja também

SBP na mídia

Câncer de próstata na velhice: Como fica o tratamento? – UOL

25 de novembro de 2022 - SBP na mídia
SBP na mídia

Novembro Azul – TV Mar Canal 525, Maceió (AL), Programa Bem Assim

16 de novembro de 2022 - SBP na mídia
SBP na mídia

Câncer ginecológico: saiba quais são os tipos, diagnóstico e tratamento – Portal TV Cultura

18 de outubro de 2022 - SBP na mídia
SBP na mídia

Outubro Rosa marca a prevenção contra o câncer de mama – CBN Amazônia

18 de outubro de 2022 - SBP na mídia
Ver todas as matérias
Voltar ao topo