Siga-nos nas redes sociais:

Procedimento ajuda na detecção precoce de doenças em atletas

Sociedade Brasileira de Patologia orienta sobre a biópsia que auxilia no diagnóstico de diversos problemas de saúde

Com os megaeventos esportivos que rondam o Brasil nos próximos anos, as condições físicas dos atletas ganham destaque e geram preocupações no mundo do esporte. Um dos exames mais avançadas para detectar possíveis problemas com os atletas é a biópsia muscular, realizada por médicos patologista. A Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) informa que o procedimento auxilia no processo de detecção de diversas doenças.

O procedimento tem sido cada vez mais comum na medicina esportiva e pode inclusive fornecer informações importantes para a prevenção de lesões em atletas. A biópsia diagnostica doenças que envolvam o tecido muscular, em locais que apresentem dor ou fraqueza. “Selecionamos tecidos e células de um músculo para análises microscópicas. Geralmente, retiramos amostragens dos bíceps (braço), deltoide (ombro) ou quadríceps (coxa)”, afirma Ricardo Artigiani Neto, patologista e membro da SBP.

A metodologia permite diagnosticar alterações celulares relacionadas com lesões musculares observadas em atividade esportiva, sobretudo em jogadores de futebol com história de contusões de repetição. Essa amostra pode apontar problemas no sistema nervoso, tecido conjuntivo, sistema vascular ou esquelético. “Entre as doenças que podem ser diagnosticadas pelo exame estão: distrofia muscular, distrofia muscular de Duchenne, distrofia muscular de Becker, triquinose, toxoplasmose, miastenia gravis, polimiosite, dermatomiosite, esclerose lateral amiotrófica e ataxia de Friedreich”, ressalta Artigiani.

Confira os detalhes do exame, expostos pelo médico patologista:

  • A pele do local da biópsia é lavada com solução antisséptica;
  • É injetado anestésico local;
  • Uma agulha de biópsia é inserida na pele, chegando ao músculo, para colher a amostra;
  • A abertura é fechada com fita adesiva ou ponto, se necessário;
  • Por fim, é feita a limpeza do local. A amostra retirada é enviada para o laboratório, onde será feita a análise do músculo por um médico patologista.

Sobre a SBP

A Sociedade Brasileira de Patologia representa os médicos que atuam na área em todo o país. A patologia é uma das áreas da medicina que mais tem se beneficiado nos últimos anos com a evolução da informática, da biologia molecular e do estudo dos genes. Hoje, com a ajuda de estudos complementares, o diagnóstico definido pelo médico patologista contribui em vários tipos de tratamentos e medicamentos a serem indicados para pacientes com câncer. Em 5 de agosto de 2014, a Sociedade completa 60 anos de atividades e contribui para disseminar o papel desse profissional que atua em parceria com demais especialidades para diagnosticar precocemente doenças graves na população.



Autor
Equipe SBP
Publicado em
2016/07/19
Compartilhe!
Voltar para o blog

assinar a newsletter